O que é o Pilates Funcional?

O Pilates é uma técnica que visa a fortificação muscular. Essa técnica foi criada no início do século XX pelo alemão John Pilates. Daí a origem do nome. Além de proporcionar os benefícios já citados o Pilates agrega outros benefícios importantes para quem visa uma vida mais saudável. Com o passar dos anos descobriu-se que ele contribui também para uma melhor calcificação dos ossos, equilíbrio mental e também ajuda a controlar o sistema respiratório, além de trabalhar o sistema circulatório como um todo, ajudando a amenizar e prevenir patologias como a hipertensão arterial.

O que é o Pilates Funcional

Por ser uma técnica criada no início do século passado o Pilates ainda não era visto como uma técnica que de fato beneficiasse a saúde. Entretanto com o avanço da medicina, e sobretudo da fisioterapia, seus benefícios passaram a ter o reconhecimento da comunidade científica. Hoje o Pilates conta com adeptos nos cinco continentes e é frequentemente recomendado por médicos como uma forma de amenizar ou evitar danos à saúde.

Por ser uma técnica relativamente nova o Pilates era um método de condicionamento físico e mental generalista. Isso quer dizer que o Pilates era aplicado da mesma forma para todas as pessoas. Ao descobrirem que era um método extremamente benéfico e com resultados a curto e médio prazo alguns médicos e fisioterapeutas buscaram aperfeiçoar as técnicas que alicerçavam o Pilates tradicional.

Pilates Funcional

Através desse aperfeiçoamento surgiu o Pilates Funcional. O Pilates Funcional de maneira alguma visa desvalorizar as técnicas já criadas por Jonh Pilates. Essa nova técnica, como o próprio nome diz, torna o Pilates funcional segundo a necessidade ou vontade de cada indivíduo. Algumas novas técnicas foram incorporadas nesse novo modelo do Pilates, no entanto algumas são ainda oriundas do método tradicional. O que os pesquisadores dessa técnica fizeram foi entender que cada indivíduo possui uma necessidade especial e adequaram os exercícios da forma que atendesse cada um deles de maneira individual.

Pilates tradicional

O Pilates tradicional é bastante eficiente. Mas seus movimentos eram universalistas. Eles não levavam em conta as necessidades especiais ou cronológicas inerente de cada pessoa. Um indivíduo com 60 anos de idade não tem a mesma mobilidade que um de 18 anos, e foi pensando nisso que as técnicas foram adequadas para que o Pilates pudesse atender de maneira satisfatória todas as faixas etárias, bem como indivíduos com limitações motoras, oriundas tanto de patologias quanto de traumas, ou mesmo a idade.

O Pilates funcional também passou a integrar o cotidiano de atletas. Jogadores de futebol, lutadores de MMA, jogadores de basquete entre outros utilizam dessa técnica para obterem um melhor rendimento na área esportiva na qual atuam, ou mesmo como tratamento de alguns tipos de lesão que possam vir a ocorrer. É de se imaginar que um jogador de futebol não tem a mesma necessidade fisiológica e muscular do que um lutador de MMA. O Pilates Funcional visa preencher essa lacuna, tornando os exercícios e as técnicas específicas para a necessidade de cada atleta.

Aperfeiçoamento o pilates

Após anos de estudo fisiologistas e fisioterapeutas criaram novos movimentos e aperfeiçoaram alguns criados por Jonh Pilates. Mas ainda assim a técnica desenvolvida pelo alemão continua sendo a base do Pilates Tradicional. Para quem busca um maior domínio muscular um enrijecimento das estruturas ósseas e das articulações o Pilates é a técnica mais indicada. è importante ressaltar que o Pilates Funcional depende do acompanhamento de um profissional habilitado para adequar os movimentos conforme a sua necessidade, geralmente esse profissional é um fisioterapeuta que além da sua formação ainda possui algum tipo de especialização na área. Portanto quando pensar em uma vida mais saudável considera a opção de praticar o Pilates mas não se esqueça que para um desenvolvimento satisfatório é necessário o acompanhamento de um profissional devidamente qualificado.

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.