Dicas de Pilates para melhorar o seu dia!

Dor no Ombro: O Que Pode Ser?

157

Quando se trata de dor no ombro, no caso de ser persistente, é importante investigar, principalmente para descartar problemas mais sérios.

Mesmo que a pessoa sinta um leve incômodo, pode ser algo que afete a sua qualidade de vida, uma vez que não consegue realizar tarefas simples.

Seja qual for o caso, o melhor a fazer é buscar um diagnóstico e, dependendo do problema, iniciar o mais breve possível o tratamento.

Nesse artigo, vamos explicar possíveis causas de dores nos ombros, assim como é feito o diagnóstico e a importância de buscar ajuda de um profissional.

Dor no ombro: o que pode ser?

Na verdade, a dor no ombro pode ser constante ou somente quando se faz um determinado movimento, no entanto, é preciso buscar antes de mais nada um diagnóstico médico.

Embora possa surgir em qualquer idade, é mais comum em jovens, atletas e idosos, podendo ser sinal de uma simples alteração muscular até mesmo um problema cardiovascular.

Por isso que é tão importante estar atento e não negligenciar a dor no ombro, pois geralmente quando surge uma dor é o primeiro sinal de que algo está errado.

Geralmente, é um tipo de dor que gera muito incômodo, uma vez que limita os movimentos, como erguer e abaixar os braços, e muitas vezes, piora quando a pessoa se deita.

A seguir, veja as causas mais frequentes de dor no ombro.

Conheça as causas mais frequentes de dor no ombro

Como o ombro é a articulação com maior flexibilidade do corpo humano, é uma região mais propensa a lesões.

Isso acontece seja por conta de excesso de movimentação ou por alguma inflamação ou degeneração dos tecidos.

Separamos aqui as causas mais frequentes de dor no ombro:

  • Bursite;
  • Tendinite;
  • Rompimento de tendão;
  • Artrose;
  • Osteoartrite;
  • Ombro congelado;
  • Desgaste natural dos tecidos;
  • Lesão no manguito rotator.

Esses são apenas alguns exemplos, mas também pode ter origem em uma má postura, ficar sentado durante muito tempo ou mesmo exercícios físicos feitos de forma errada.

- Publicidade -

Como é feito o diagnóstico de dor no ombro?

Como você viu, existem muitas causas para a dor no ombro, e o diagnóstico deve ser feito por um ortopedista, de preferência especialista em ombro.

Normalmente, ele vai avaliar todas as estruturas ligadas ao ombro, assim como o tipo de dor, a frequência, intensidade, localização, etc.

Ou seja, um conjunto de fatores que devem ser avaliados para dar o diagnóstico o mais preciso possível.

Talvez o médico pode solicitar outros exames, como ultrassonografia, raio-x, enfim, tudo para tentar identificar a causa e verificar a extensão do problema.

Com base nesse diagnóstico, ele vai indicar o tratamento, que pode ir desde repouso e gelo até uma cirurgia, em casos mais graves, como rupturas de tendão.

O mais importante aqui é que, se você tem uma dor no ombro recorrente, a melhor medida é procurar um ortopedista.

Dicas para prevenir dor no ombro

Existem algumas coisas que você pode fazer para prevenir dores no ombro, onde apenas algumas mudanças de hábitos já pode ajudar bastante:

  • Prestar atenção à postura;
  • No trabalho, evitar ficar sentado por períodos longos;
  • Evitar carregar muito peso;
  • Fazer exercícios regulares e de preferência, com orientação;
  • Evitar atividades físicas muito intensas;
  • Adotar uma dieta equilibrada;
  • Se trabalha com computador, fazer pausas.

Então, são coisas simples que você pode incluir no seu dia a dia e, com certeza, ajudam bastante.

A importância de buscar ajuda de um profissional

A questão aqui é que, dependendo da intensidade da dor, você pode ter dificuldade até mesmo para pentear o cabelo ou mesmo para colocar uma roupa.

E sem falar no desconforto de praticar alguma atividade física, o que pode impactar bastante na qualidade de vida da pessoa.

Além disso, como você viu, a dor no ombro pode ser sinal de uma bursite ou artrose, por exemplo, e o mais indicado é consultar um médico ortopedista especialista em ombro.

Só ele será capaz de identificar o que pode estar provocando a dor e indicar o tratamento mais adequado para cada caso, que pode ser ou não cirúrgico.

E lembre-se sempre: nunca tome nenhum medicamento por conta própria, seja por conta dos efeitos adversos, seja porque pode mascarar o que pode realmente estar gerando a dor no ombro.

- Publicidade -

Comentários estão fechados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais